Paródias agitam o carnaval 2020 da criançada

Neste ano, a marchinha deu espaço para a paródia que embalou o desfile de carnaval do CCA, pedindo direitos básicos como saúde e educação

“Acorda, juventude bonita. Estuda, pois assim que é. O dia já vem raiando e a educação ainda está de pé!” Esse foi um dos refrões de paródia que os foliões Estrela Nova cantaram durante o desfile de 28 de fevereiro.

Foi o quarto ano consecutivo. Pra lá de animado, o bloquinho de rua do Centro para Crianças e Adolescentes espalhou seu Carnaval pelas ruas do entorno da sede, cantando e dançando a demanda por seus direitos.

Os desfiles com as turmas dos períodos da manhã e da tarde sacudiram a vizinhança. Da janela, do portão ou até do barzinho da esquina, os moradores da região pararam para ver o bloco passar.

“Ei você aí, dá meu direito aí, dá meu direito aí. Não vai dar? Não vai dar não? Tenho direito a cultura, saúde e educação!” As paródias foram criadas em sala de aula, como explica o educador Carlos Tico. “Transformamos as marchinhas em paródias que tinham como tema a apropriação de direitos básicos, saúde, educação depois de trabalhar isso em conversas com os educandos”.

Estandartes, fantasias, bateria e muita música. A garotada do CCA foi atração na comunidade, e fez todo mundo cantar e festejar o carnaval, além de resgatar a cultura e o entretenimento entre as crianças e adolescentes da organização.

O Estrela Nova agradece pelo empenho e alegria de toda a equipe do CCA na realização dessa atividade que reuniu nossas crianças e toda a comunidade.

whatsapp